Bolinho de Arroz: Sabor Caseiro

Bolinho de Arroz – Oi, gente! Hoje vou compartilhar com vocês uma receita que é puro amor e tradição. 

Quem não tem aquela lembrança gostosa de bolinho de arroz feito em casa, crocante por fora e macio por dentro? 

Essa receita é daquelas que passam de geração em geração e sempre trazem um sorriso no rosto.

Um Prato, Muitas Histórias…

Aproveitando o que Sobrou

Sabe aquele arroz que sobrou do almoço ou jantar? Vamos transformá-lo em uma delícia! Nada de desperdício por aqui, né? 

Preparar bolinho de arroz é uma maneira simples e esperta de dar uma nova vida a esse arroz que ia ficar esquecido na geladeira.

Ingredientes Simples e Mão na Massa

Vou listar para vocês os ingredientes que vamos usar – tudo bem simples, coisas que geralmente temos em nossa cozinha. 

1ª Etapa:

2 xícaras de arroz cozido

3 ovos

1/2 cebola branca bem picadinha

1 colher de sopa de manteiga

1 colher de sopa de queijo ralado

1/2 cenoura ralada fina

Cebolinha verde (opcional, dessa vez não usei)

2ª Etapa:

2 xícaras de trigo

1 xícara de leite

Sal (lembrando que o arroz já está temperado)

1 colher de chá de pó royal (opcional)

E claro, agora vou explicar direitinho como fazer um Bolinho de Arroz perfeito!

Em uma tigela, coloque todos os ingredientes da 1ª Etapa e misture. 

Para a 2ª Etapa, acrescente o leite e 01 xícara de trigo, pitada de sal e mexa novamente. Agora, acrescente a outra xícara de trigo aos poucos, e observe a textura.

Massa do bolinho de arroz
Massa do bolinho de arroz

A massa deve ficar úmida, mas não muito mole. Ao ponto de poder segurar com a colher, mas não de enrolar como um bolinho. Controle o ponto com o trigo.

Se optar por usar o fermento, deixe por último e adicione uma colher de chá e mexa devagar para incorporar na massa.

Aqueça uma panela com óleo e com o auxílio de duas colheres, vá formando um montinho com a massa e, com cuidado, coloque para fritar. Não precisa ficar virando.

Fritando o bolinho de arroz
Fritando o bolinho de arroz

Dica

Não coloque o bolinho de arroz para fritar em gordura fria, pois encharca. Espere o óleo esquentar e aí sim comece a fritar. 

Retire com a ajuda de uma escumadeira e coloque sobre papel toalha, para escorrer o excesso de gordura. 

Nada de deixar encharcado ou sem graça! Dessa forma você terá bolinhos crocantes por fora e macios por dentro.

Truque de cozinheira: para saber se a gordura esquentou o suficiente, coloque junto do óleo um palito de fósforo. Quando o óleo esquentar, o palito acende. Pronto, já pode ir colocando os bolinhos.

Criatividade na Cozinha

Aqui, vou dar algumas ideias para variar nos sabores. Que tal adicionar queijo picado, ervas, carne moída ou até um toque de carne seca? 

O bolinho de arroz é super versátil, já fiz aqui adicionando aveia, carne moída ou quinoa cozida!

Ter receitas simples e práticas à mão é uma boa forma de evitar o desperdício na cozinha e variar o cardápio. Durante os dias, vou juntando as sobras do arroz em um recipiente no congelador. 

Não deixe o alimento ficar “velho” em sua geladeira. Um truque que uso aqui é: sobrou, congelou.

Tem sempre uma boa receita esperando por esses ingredientes valiosos e saborosos.

O bolinho de arroz é um símbolo da criatividade e versatilidade da culinária brasileira.

Com sua crosta dourada e interior macio, este petisco não só aproveita ingredientes disponíveis, como também proporciona um momento de alegria e sabor. 

Seja servido como parte da refeição, como lanche da tarde, ou até mesmo como um aperitivo em reuniões com amigos e familiares, o bolinho de arroz sempre tem seu lugar. 

Além de ser delicioso, esse prato é um exemplo perfeito de como a culinária pode ser sustentável, transformando sobras em algo novo. 

Experimente, inove nos sabores, e faça dessa receita tradicional um reflexo do seu próprio estilo culinário.

Mais

O arroz é um elemento central na culinária brasileira, servindo como base para uma infinidade de pratos e manifestando-se em diversas variedades e preparações regionais. 

A tradição do arroz no Brasil é rica e diversificada, refletindo a história culinária do país e a influência de várias culturas, incluindo as indígenas, africanas, portuguesas, e de imigrantes de muitas outras nacionalidades.

História e Tradição

  • Origens e Chegada ao Brasil: O arroz foi introduzido no Brasil pelos portugueses durante o período colonial, mas já era cultivado por povos indígenas em algumas regiões.
  •  A adaptação do arroz aos diversos climas brasileiros permitiu que ele se tornasse um dos principais alimentos na dieta dos brasileiros.
  • Cultivo e Disseminação: Seu cultivo se espalhou rapidamente pelo país, com destaque para as regiões Sul e Sudeste, onde o clima favoreceu a produção em larga escala. 
  • Hoje, o Brasil é um dos maiores produtores fora da Ásia.

Variedades de Arroz no Brasil

O Brasil cultiva diversas variedades de arroz, que vão desde o tradicional arroz branco até tipos mais específicos, adaptados a diferentes preparações e gostos:

  • Arroz Branco: A variedade mais comum e consumida no dia a dia dos brasileiros, presente em praticamente todas as refeições.
  • Arroz Integral: Com uma casca mais espessa, é rico em fibras e considerado mais nutritivo que o arroz branco. Sua popularidade tem crescido devido à maior preocupação com alimentação saudável.
  • Arroz Parboilizado: Tratado antes do descascamento, o que faz com que os nutrientes da casca penetrem no grão. Tem uma cor amarelada e é mais resistente ao cozimento.
  • Arroz Arbóreo, Carnaroli e Vialone Nano: Variedades de grãos médios a grandes, usados principalmente no preparo de risotos. São mais cremosos devido à alta concentração de amido.
  • Arroz Agulhinha: De grão longo e fino, é leve e solto após o cozimento, ideal para o preparo de pratos mais secos.
  • Arroz Cateto: De grão curto e mais pegajoso após o cozimento, é frequentemente utilizado na culinária oriental, especialmente em pratos como sushi.

Importância Cultural 

  • Prato Básico: Em todo o Brasil, o arroz é parte essencial das refeições, servido principalmente com feijão, formando a base da dieta brasileira.
  • Festividades e Tradições: Esse grão também desempenha papel importante em festas e celebrações, como o arroz de carreteiro no Sul, o arroz de cuxá no Maranhão, e o arroz-doce nas festas juninas.
  • Adaptação e Inovação: Sua versatilidade permite sua constante reinvenção na cozinha brasileira, adaptando-se a influências de outras culturas, resultando em pratos inovadores e deliciosos.

A tradição do arroz no Brasil é um reflexo da própria história cultural e social do país. Cada variedade de arroz carrega consigo uma história, adaptando-se às condições locais e às necessidades das pessoas. 

Do arroz branco básico ao arroz integral nutritivo, cada tipo tem seu lugar na culinária brasileira, mostrando a riqueza e a diversidade do país. 

O bolinho de arroz, um prato simples mas cheio de sabor e história, é apenas um exemplo de como este grão tão comum pode ser transformado em algo extraordinário, celebrando a criatividade e a tradição brasileira.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.